House of night
Bem Vindo ao Fórum de RPG da Casa da Noite, um fórum totalmente português, em que podes viver a vida de um iniciado ou de um vampyro!
A saga "A Casa da Noite" foi criada por Kristin e P. C. Cast e apresenta-nos um mundo onde os vampiros são aceites (não muito bem) pelos humanos e procuram viver em sociedade.
Regista-te, preenche a tua ficha de personagem e começa a jogar no RPG HOUSE OF NIGHT! Very Happy
Calendário
CALENDÁRIO

BROKEN ARROW, Tulsa

Inverno
Fevereiro 2015
Sol
14ºC
Chuva, Nevoeiro, possivelmente Trovoada!
Últimos assuntos
» fixa
Qui Jul 21, 2016 8:19 pm por Rosalie Anderson

» Pedidos de Mudança de Nome & Avatar
Sex Abr 08, 2016 5:33 pm por Claudius Bentley

» Circo de Broken Arrow
Ter Mar 29, 2016 11:00 pm por Roselune Penettiere

» Registo de Avatar
Sab Out 31, 2015 4:13 pm por Roselune Penettiere

» Registo de Orientador
Sab Out 31, 2015 12:08 pm por Ana Victoria Gomez

» Mudar de Espécie ou Ano
Sex Out 30, 2015 10:52 pm por Lisa White

» {Exterior} Cavalariças
Qui Out 08, 2015 8:26 pm por Carolina Canady

» [FP] Evangeline
Seg Ago 24, 2015 8:16 pm por Roselune Penettiere

» Cais
Sab Jul 04, 2015 9:21 pm por Roy Norris

» {R/C} Salão de Julgamentos
Qua Jul 01, 2015 9:05 pm por Moritz Gottier

EVENTOS!
EVENTOS!


BREVEMENTE

AULAS
Início: ...
Fim: ...
Horário: DIA 3
Local: Casa da Noite
Terceiranistas/Quartanistas: Português ou Espanhol (consoante a escolha)
Quintanistas/Sextanistas: Educação Física (QS1), Inglês (QS2), Sociologia Vampira (QS3)
Mais informações aqui.

2.ª CORRIDA ILEGAL
Início: ...
Fim: ...
Local: Rua dos Renegados
Mais informações aqui.

FANGTASIA - FESTA DE ABERTURA
Início: ...
Fim: ...
Local: Fangtasia - Brevemente disponível.
Anfitrião: Eric Northman
Vestuário: Provocador!


THE TALK SHOW
Início: ...
Fim: ...
Local: Broken Arrow TV
Apresentadores: Adam Cooper, Claire Clark, Hermione Blake, Jensen Cornish, Liam Brooks & Sarah Fenty
Vestuário: Formal

TORNEIO CÁLICE DE FOGO
Início: ...
Fim: ...
Local: Casa da Noite
Anfitriã: Miranda Kauffman

RITUAL DE PRIMAVERA
Início: ...
Fim: ...
Local: Casa da Noite
Anfitriões: Filhos das Trevas
Vestuário: Formal
STAFF

STAFF


STAFF
Carolina*
admin.
STAFF
Ana*
admin

STAFF

Nita*
admin.


STAFF

Alex*

mod.

STAFF

Andy*

colabgraf.
O NOSSO BUTTON
PARCERIAS


CLICA AQUI PARA TE AFILIARES




[FP] Fiorella Leindecker

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Fiorella Leindecker

Mensagem por Fiorella Leindecker em Sab Ago 18, 2012 10:23 pm

Sobre o Jogador
Nome do Jogador:  Alice
Idade: 19 anos 
Outras Personagens: Lista de Personagens 

Sobre a Personagem
Nome: Fiorella Christine Leindecker
Idade Aparente: 22
Idade Real: 35 anos 

Espécie: -escolher apenas uma opção, apagar as restantes- Vampiros Azuis,
Nacionalidade: Americana
Filiação: Pai ( Samuel Leindecker), Irmãos ( Ross e Edward Leindecker)
Dom, Poder, Afinidade: Metamorfismo Cristalino: Transformar as próprias celular a nível atômico – causando a cristalização e transformação do corpo, de base orgânica, em uma grande estrutura de minério – sendo essas, as mais variadas, desde safiras, rubis ou até mesmo diamantes. O ganho de resistência corporal e força aprimorada são as principais características desta mutação, também pode moldar os cristais ao seu favor, de lâminas a espinhos. Como o poder torna todo o corpo da mesma em minério, poderes mentais são bloqueados, pelo fato de que é impossível controlar algo que está coberto por diamantes outra pedra preciosa. Também pode fazê-los brotar de suas mãos, pode também transformar coisas em cristais, pode "cristalizar" uma pessoa, como se fosse uma variação do congelamento tradicional, mas ao invés de gelo é cristal, obvio, Este ultimo exige muito da Fiorella , por isso ao usar seu poder para cristalizar algo de grande porte ou até mesmo uma pessoa, ela pode ficar extremamente fraca e em alguns casos chega ao ponto de desmaiar pelo fato do poder exigir muita energia de seu corpo, porém ele pode ser aperfeiçoado com o tempo, exigirá muito treino e é quase impossível.
Asas:Possui um par de asas duas vezes o seu tamanho que lhe dão habilidade de voar.  
Místicos : É a energia mística pura. A manifestação dessa energia é singular, sendo de cor azul escuro como o céu ao anoitecer, mesclada com partes azuis claras menos estáveis e de aspecto espectral, frio. Os disparos podem ser lançados como ondas (empurram ao contato) e discos (cortam ao contato) de energia.

Como adquiriu o poder: (3 linhas ou +)
Eu tinha acabado de chegar na  morada da noite e sinceramente morria de vergonha do meu triste passado, do fato de ter sido tão fraca.. de ter deixado levar meu único filho de mim. Então soube que os Vampys adultos sabiam ler mentes.. fiquei desesperada. Não queria que ninguém soube-se de tal fato, foi quando me dei conta estava rodeada invisivelmente de um escudo que me deixava proteger meus pensamentos.
Cargo que querem ocupar:  -apenas para vampiros- (Colocar uma cruz no cargo pretendido:)
- [x ] Filhos de Erebus
- [ ] Orientadores
- [ ] Só Vampiro Vermelho
- [ ] Só Vampiro Azul
Ano que pretendem frequentar: -apenas para iniciados- (Colocar uma cruz:)
- [ ] Terceiranistas
- [ ] Quartanistas
- [ ] Quintanistas
- [ ] Sextanistas

Características Físicas: Os cabelos levemente ondulados castanho claro, Fiorella sempre os manteve no meio das costas. Uma pele alva e macia ao toque, nem parece que a garota já tem mais de 35 anos, os lábios macios em curvas perfeitas em um leve tom de rosa, o nariz um pouco empinado mas que se encaixa com seus olhos azuis acinzentados dão um toque magnifico ao rosto perfeitamente formulado. Suas sobrancelhas perfeitamente desenhadas dá um tom de seriedade no olhar meigo e perverso de Fiorella. Não muito alta, com apenas 1,65 centimetros Fiorella costuma ouvir que seu corpo foi desenhado. Pés pequenos, corpo de violão, coxas magníficas, seios do tamanho certo, não muito grandes nem muito pequenos, todas as partes do corpo de Fiorella se encaixam perfeitamente.
Características Psicológicas:
Ela geralmente é curta e grossa, mas não por querer, é apenas uma característica – ruim – sua. Fiorella sempre teve tudo o queria, levando tudo a seu favor, mas ainda sim, não virou mimada como muitas garotas por aí. É esperta, forte, calculista e extremamente orgulhosa, referindo a si mesma na maioria das vezes como uma super-heroína. Não nega que é um pouco exibicionista, especialmente em relação a seus poderes. Não gosta que a contrariem muito menos a subestimem, além de ser bem manipuladora em certas horas e odeia perder. Porém, no fundo, é uma boa pessoa. Irritadiça e muito orgulhosa, mas boa. Embora por muitas vezes, possa parecer chata ou arrogante, essa barreira pode simplesmente quebrar-se na medida em que vai o conhecendo melhor.
História do Personagem: (7 linhas ou +)
Em um dia agitado e caloroso, a deusa da beleza sem muito que fazer e já entediada, resolveu descer ao mundo mortal em busca de algo que a distraísse. Ao chegar lá, caminhou calmamente em meio a um bosque, seguindo uma trilha feita de pedras e concreto e deu de cara com um riacho fitou ao redor do local e notou a presença de um rapaz, este já não era muito jovem, aparentemente ele possuía vinte anos, seus cabelos eram loiros, possuía uma barba e um rosto carrancudo, o mesmo estava nu, apenas banhando-se naquelas águas límpidas e calmas e corriam sem parar por conta da linda cachoeira que enfeitava o lugar.
Afrodite nesse tempo passava por um momento delicado, no Olimpo as pessoas ainda a olhavam de maneira indiferente, por sua fama de trair seus maridos, mas a mesma não se importava com o que eles pensavam, ela queria sentir prazer e mais nada, e não era da conta de ninguém o que ela fazia ou deixava de fazer. A moça observou o rapaz que nem notara a presença dela, Afrodite logo soltou a amarra que soltou seu lindo vestido branco, que caiu em seus pés, mostrando ao mundo seu corpo, o mais belo corpo que qualquer já viu, ela calmamente adentrou dentro do rio e tocou o ombro do rapaz, o rapaz quase deu um pulo e virou-se para ela com um sorriso meio tímido. -Ah!...Nossa! O que uma moça de tamanha beleza faz aqui em um rio, com um estranho, e ainda mais neste estado de nudez? - Disse o rapaz em um tom de gracejo, seu olhar fixo no corpo da garota e quando percebeu isso, corou e voltou seu olhar para o rosto da moça. -Oras! O mesmo que tu estás a fazer. Apenas vim banhar-me por aqui, porque a pergunta é algo tão comum, por um acaso estás com algum desejo sobre meu corpo? Queres possuir-me? - Ela disse em um tom um pouco ríspido.


Afrodite já se encontrava farta dos homens que davam rodeios para possuí-la, no final apenas era uma noite, ou um momento, eles nunca poderiam tê-la para sempre, por isso ela queria acabar logo com aquilo.O rapaz se surpreendeu com a quão direta a moça foi, por um momento ele quis sair dali, mas sentiu algo que o fez ficar, o nome? Excitação. O rapaz engoliu em seco quando ela terminou de proferir as palavras e em um tom calmo ele respondeu suas perguntas. -Bom, não pense que estou me aproveitando de você, mas como tu mesma começaste isto. Sim, eu quero te possuir, mas antes me diga teu nome. O meu é Samuel Leindecker.


Afrodite revirou os olhos "Oras! Se me quer possuir então o faça logo." Afrodite pensou. -Meu nome é Bella, apenas Bella, mas deixemos isto de lado e vamos logo ao que interessa. –Afrodite proferiu num modo sensual enquanto fitava o rapaz e tinha seu membro em mãos. O rapaz a fitou de forma indiferente, mas sentiu a necessidade de ficar ali, seu corpo agora já preenchido pelo ar de mistério que aquela tal de Bella tinha, o manteve ali, em pé na frente dela. Por instinto ele envolveu suas mãos sobre os seios da moça como uma leve caricia a moça ainda o tocava de maneira calma e sem pressa, o rapaz sentiu a necessidade de beijar a moça e não demorou muito para que o fizesse os dois colaram seus lábios em um beijo intenso e caloroso, suas línguas dançavam dentro de suas bocas, Samuel tomou Afrodite nos braços segurando suas coxas, mesmo assim seus lábios não se desgrudaram. Samuel sentia sua ereção cada vez mais forte, seu corpo pedia para invadir o corpo de Bella e ele não demoraria muito para fazê-lo, com Afrodite ou Bella, como quiser. Com Afrodite ainda em seu colo carregou a mesma até margem do rio e a deitou lá, o ar já estava faltando para ambos quando resolveram parar o beijo com selinhos rápidos e agoniados. -Ah! Samuel. - Gemeu Afrodite sentindo prazer. Samuel novamente colocou suas mãos sobre os seis de Afrodite enquanto os apertavam de forma delicada, sua língua acariciava o bico dos seis dela, Afrodite já estava completamente tomada pelo prazer, queria tê-lo dentro de si logo, tinha medo que os deuses a vissem assim, mas essas preocupações eram quebradas com o prazer que aquele homem a proporcionava. Samuel foi trilhando com beijos um caminho do meio dos seios dela até o seu sexo frágil, quando chegou lá introduziu sua língua dentro do sexo de Afrodite fazendo movimentos descontrolados com ela. -Ah!..Samuel -Disse Afrodite com uma voz meio rouca. Por instinto as mãos de Afrodite pegaram nos cabelos morenos do rapaz, pressionando a cabeça dele contra seu sexo, ela estava quase no seu limite, quando ele tirou sua língua de lá e no lugar colocou o seu membro, começou em um ritmo calmo, mas aos poucos foi aumentando, Afrodite mordeu o ombro dele afim de que abafasse seus gemidos, Samuel gemeu um pouco ao sentir os dentes de Bella nos seus ombros, e riu ao olhar sua face, a mais linda face que ele já fitou, as pernas de Afrodite envolveram o tórax de Samuel, pressionado cada vez mais contra seu sexo. -Oh! - Ele gemeu com gosto. Os gemidos dos dois eram altos e intensos, ambos tinham medo de chamar atenção, porém, ambos não queriam parar, eles estavam dispostos a ir até o fim. Os movimentos de vai-e-vem ficaram cada vez mais fortes e rápidos, Afrodite gemia descontroladamente e Samuel por instinto beijou a boca dela em um beijo ardente e demorado, os dois ficaram nessa por mais alguns minutos, até que Afrodite já estava a ponto de explodir. - Samuel... eu vou... - Disse já enquanto o orgasmo a atingia. Samuel continuou com estocadas fortes e precisas dentro de Afrodite, até que ele também chegara ao seu Maximo. -Bella... -Disse ele em resposta enquanto deixava-se vazar dentro dela. Mas logo tirou e alguns pingos atingiram o ventre dela, Samuel caiu para o lado enquanto a fitava, os dois ainda ofegavam e mal sabiam descrever o que havia acontecido ali. Samuel sorriu e Afrodite sorriu para ele em resposta, Ele se levantou e estendeu sua mão para que a mesma levantasse, os dois correram em direção ao rio e banharam-se lá, após isso, Afrodite vestiu-se e despediu-se dele com um beijo calmo e caloroso, ele até que insistiu para que a levasse em casa, mas ela negou, é claro. Afrodite voltou para o Olimpo, só que desta vez mais radiante não conseguia acreditar no que ela havia feito, os momentos com o rapaz ainda invadiam sua mente, que apenas pensava em revê-lo. Após algumas semanas Afrodite se desesperou ao suspeitar que estivesse grávida de um mortal, e logo foi visitar um de seus oráculos, os mesmos disseram que a única salvação de sua prole era se esta fosse ao mundo mortal sem que os outros deuses soubessem, principalmente Ares, que morreria ou mataria, no caso, essa prole. Por estes motivos Afrodite deitou-se com Ares -que ao contrário de Hefesto, tinha um temperamento possessivo.- que ainda não percebia que a barriga de Afrodite tinha dado uma leve aumentada. Passaram-se os meses e Ares já sabia que sua mulher estava grávida, por isso não ligou muito, porém Afrodite se lembrara do que o Oráculo disse que a sua prole se pareceria mais com seu pai do que com ela, ou seja, ela não se pareceria nem com Afrodite e muito menos com Ares. Por isso, temendo o destino de sua prole, Afrodite tomou uma decisão que mudaria de vez o destino de sua filha, ao nascer Afrodite entregou-a a um par de anjos, cupidos na verdade e concedeu um par de asas para ela, sendo assim ela não ficaria longe de sua prole e a manteria em segurança. Após o parto ela ordenou que um de seus anjos fosse a terra buscar crianças recém nascidas jaz mortas para que ela colocasse no lugar de sua filha que por sinal estava vivíssima. Ares demorou, mas não teve como não aceitar as provas de que sua filha havia morrido, mas ainda assim ficou encasquetado pois a gravidez de Afrodite não representava nenhum risco, para que estas duvidas saíssem de uma vez por todas de sua cabeça, Ares resolveu ir até o Oráculo para tirar satisfações, Afrodite soube por meio de um de seus anjos que Ares havia ido até o Oráculo, e que o motivo não era dos melhores. Afrodite foi tomada pelo medo, não sabia o que fazer, não tinha idéia do que aconteceria a sua prole, só havia uma saída. Afrodite rapidamente escreveu uma carta resumindo toda a história dela com Samuel, e de como foi o nascimento dela e de todas as consequências, deu-lhe coordenadas para que a mesma fosse até a casa de Samuel e entregassem a carta e o bebê. 


Narrado por Fiorella - A mesma possuía 12 anos - 


Há algum tempo que não me sinto amada, não por aquela que se dizia minha mãe. Ela me olhava de forma agoniada incomodada até que um dia voltou a olhar de forma amorosa para mim. Na minha casa, no Reino Unido, haviam fotos minhas quando era bebê, e ela não parecia tão feliz nestas, eu ficava um tanto preocupada até que pensei em não ligar, talvez fosse o medo da primeira gravidez, primeiro bebê etc. Mas as coisas mudaram um pouco, ou talvez muito. 


Eu estava tendo sonhos, ou pesadelos nos quais eu vislumbrava um mulher tão linda, de porte tão soberano, loira e bonita, ou melhor, deslumbrante não sabia o porque, mas eu sabia quem era ela. Meu coração tinha se enchia do mais puro amor, ela era realmente a deusa do amor. Olhei mais de perto notei muita angustia nos olhos de Afrodite, ela parecia estar preocupada com algo, minha alma se enchia de tristeza a vê-la assim, A boca dela se movia lentamente, e eu ficava perdida, perdida de mais... Pendia meu pescoço de um lado para outro tentando acompanha-la, mas ela parecia falar uma língua tão diferente até que lentamente palavras como “minha filha” saíram de sua boca. Lembro-me de ter acordado no meio da noite, angustiada, eu era tão nova, mas parecia que ela sabia o que algo ruim fosse acontecer.


Acordei naquele dia assustada, olhei um lado e outro do meu quarto, mas lentamente as palavras começaram a fazer sentido, “algo estava errado muito errado” , concordei com aqueles pensamentos que não eram meus... “seu pai “ ... “errado” .. “cuidado”. Eu estava muito confusa, então decidi tomar um banho de banheira e voltei a dormir, ou tentar, acordei no outro dia, fui a escola e no caminho de volta dois carros encostam. Meu motorista freia bruscamente porém era tarde de mais, um carro havia batido no lugar que eu me encontrava... 


Narrador Onisciente


 Fiorella pouco sabia da vida do seu pai, pouco sabia de onde vinha tanto dinheiro, achava coitada que os trabalhos que ele faziam era do bem, ou qualquer coisa parecida. Mas o contrário, ele so fazia coisas erradas, era um dos reis da márfia, e que marfia. E meus caros, a Márfia tem inimigos, e um deles descobriu o ponto “fraco” de Samuel e provocou tal acidente. Era isso, isso que Afrodite quis falar nos sonhos de sua filha. Sua doce e meiga Fiorella, talvez nem tão meiga já que nas suas veias percorriam o sangue de Samuel, um cara que pode ser igualado ou pode ter Ares como o deus protetor. Que mundo pequeno.


O tempo voltou a correr novamente, Fiorella conseguiu sobreviver, tinha uma pequena cicatriz nas costas e seu pai, temendo que lhe intimida-se novamente mudou-se para Tulsa, onde conheceu seu grande parceiro. Mas falemos mais de Fiorella. 


A senhora Annelise estava em sua última gravidez, estava estressada, ela sabia que querendo ou não a menina Fiorella era filha de Samuel, mesmo que parecesse adotada os olhos eram os mesmo. E assim deu-se a última gravidez, onde a mesma falece, talvez por não querer mais viver. O tempo passou, todas as crianças foram criadas por babás, já que o seu pai, mesmo em Tulsa , cidade pequena, tinha um grande império.


Narrada por Fiorella – 16 anos –


As coisas estão mais que diferentes, estou presa em um “orfanato” é assim que gosto de chamar este local. Ele é grande , bonito, tem um ar de medieval, não posso negar. É moderno por dentro a pessoas ou melhor vampyros de todos os tipos. Bonitos, lindos e a iniciados, como eu, que na verdade é perto de morrer ou de virar vampyro. Exatamente, eu posso morrer a qualquer momento e isso me assusta. Estou contando os dias para viver ou morrer. Que Nyx me proteja.
 - 20 anos –



Eu sou sextanista, já sei o que quero da minha vida, ajudar os vampyros, no começo eu tinha medo do que tudo isso ao meu redor sgnificava, mas agora eu sei o quanto é importante, por mais que eu não seja tão boa pessoa devo algo, qualquer coisa a Nyx.


Última edição por Fiorella Leindecker em Sab Ago 02, 2014 7:51 pm, editado 1 vez(es)

Fiorella Leindecker
Vampyros Nefilins Azuis
Vampyros Nefilins Azuis

Mensagens : 174
Data de inscrição : 18/08/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Fiorella Leindecker

Mensagem por Anthea Dolunei em Seg Ago 20, 2012 2:14 am

Aprovado.

_________________

The line between Good and Evil it's not a safe place to live.

Style:

Anthea Dolunei
Sumo-Sacerdotisa Azul
Sumo-Sacerdotisa Azul

Mensagens : 1534
Data de inscrição : 22/10/2010
Localização : LISBOA

DADOS PESSOAIS:
Dons, Poderes, Afinidades: Afinidade com a Terra. Poderes curativos. Afinidade com a dança. O seu cabelo brilha ao luar.
Estado Civil: Solteira.
Emprego: Sacerdotisa da Casa da Noite

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum